Em dois anos o salário real dos trabalhadores ficou bem abaixo da inflação

Um relatório da Universidade de Avellaneda, estabeleceu que se comparada a inflação de 2016 e a projeção do 2017 com a média das negociações salariais de ambos os anos, os assalariados perderam 7,3%, com picos de 13 pontos nos setores menos qualificados. Portuários, padeiros e trabalhadores do plástico são os mais prejudicados. Por outro lado, trabalhadores da indústria do óleo e de pneumáticos conseguiram escapar desta tendência de baixa.

Fonte: www.enorsai.com.ar │Com todas as negociações salariais finalizadas, o balanço do 2017 permite saber quanto ganharam -ou perderam -os trabalhadores neste ano, onde a inflação, se comparada com 2016, diminuiu, porém foi alta, principalmente em alguns sectores. A média, conforme as medições, varia entre 23-25% de acréscimo para os principais sindicatos, mais próximos do aumento de preços projetado. Este virtual “empate” se desvanece quando se soma o ano anterior, onde se estima que os salários perderam mais de cinco pontos em relação à inflação. Isto gera um panorama escuro para o segundo ano da gestão macrista. É o que mostra um estudo realizado pelo Observatório de Políticas Púbicas da Universidade Nacional de Avellaneda (UNDAV) que estima que nesse período os trabalhadores perderam mais de 7 pontos em matéria salarial. O deterioro foi mais acentuado nos setores de baixa qualificação, onde a queda pode chegar aos 13 pontos. Porém há algumas exceções, como acontece com os trabalhadores da indústria oleaginosa e de pneumáticos, que conseguiram as melhores negociações salariais do setor privado.

Ler o texto completo en espanhol

59c659c2d3202_crop

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s