Todos os aumentos que o governo Macri prepara para 2018

O novo ano virá com aumentos renovados nas tarifas de serviços públicos, trens, ônibus e planos de saúde, o que pressionará o consumo e o impacto sobre a inflação que, de acordo com as novas metas estabelecidas pelo governo, será de 15%.

FONTE: elDestape

Nos próximos dias, o Governo anunciará as novas tarifas para ônibus e trens, que começarão a produzir efeitos a partir de fevereiro. De acordo com o chefe de gabinete, Marcos Peña, o aumento do transporte “será gradual e entrará em vigor em fevereiro de 2018.”

Embora os números oficiais ainda não estejam disponíveis, o governo pretende elevar a passagem mínima dos ônibus da área metropolitana de Buenos Aires de 6 a 8 pesos em fevereiro, até atingir 13 pesos ao longo do ano, informou a agência NA. Isso implicaria um aumento inicial de 30%, que seria então de 116%.

No caso dos trens da mesma região, a passagem mínima passaria de 4 a 8 pesos nas linhas Sarmiento, Mitre e San Martín. Isto é: 100% mais.

O transporte aumentará em mais de 100%, a gasolina 6%, os planos de saúde em 4% e os pedágios acima de 30%

0000221727

Ao mesmo tempo, dois dias antes do final de 2017, os preços dos pedágios das autopistas de Buenos Aires aumentaram após um decreto emitido pelo Governo da Cidade. Com as novas taxas que começaram a valer nas rodovias 25 de Mayo e Perito Moreno, transitar por elas custa 40 pesos em horário normal e 55 pesos nas horas de pico, enquanto na autopista Illia custa $ 17 e $ 25 em horas de pico. Isso implica um aumento de 37,5% no horário de pico.

Além disso, como consequência da escalada do dólar de 8% apenas em dezembro, a gasolina que já tem preço liberado, subirá cerca de 6%.

A partir de fevereiro os planos de saúde também terão um novo ajuste: os serviços aumentarão 4%. O primeiro ajuste para 2018 foi disposto através de uma resolução do Ministério da Saúde, publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial.

Após os aumentos em dezembro, as tarifas de eletricidade para usuários residenciais aumentarão em 34% e as de gás em até 57%. O ministro da Energia, Juan José Aranguren, estimou, ao anunciar esses aumentos, que eles irão adicionar 1,2 pontos à inflação “por única vez”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s