Inflação: em dois anos o Governo Macri ultrapassou as metas traçadas para toda a gestão

O cálculo decorre de uma análise da Univerdidade de Avellaneda. Tão logo assumiu, a equipe econômica previu um aumento de 72% no IPC (índice de preços ao consumidor) para o período 2016-2019. Hoje já está em 79%.

FONTE: Tiempo Argentino

Nos dois primeiros anos de gestão, o Governo Macri excedeu o limite de inflação acumulada segundo seus próprios objetivos previstos para os quatro anos. As metas inflacionárias originais para todo o período de administração eram de 25%, 17%, 12% e 5% para cada ano de gestão, no entanto o acumulado somente nos dois primeiros anos já atingiu 76%, 41% em 2016 e 25% em 2017.

73940_inflacionPara os primeiros dois anos, as metas de inflação estabelecidas eram de 25% e 17%, respectivamente, com acumulação de 46,3%, porém a inflação terminou 30 pontos acima desses objetivos nesse período. Como resultado, em apenas dois anos a inflação já superou em 4 pontos percentuais o previsto originalmente pela equipe econômica para todo o período de governo.

O Observatório de Políticas Públicas da Universidade de Avellaneda emitiu um relatório detalhando os motivos desse incumprimento com críticas à política monetária do Banco Central, que concentra esforços em altas taxas de juros. “A implementação de um regime monetário endógeno e altas taxas de juros reais positivas para sinalizar um caminho de convergência entre oferta e demanda de dinheiro, não pode trabalhar isoladamente do resto da política econômica”, aponta o relatório. “A importância dos fatores estruturais, como inércia inflacionária, a inflação de custos, a inflação importada e a inflação estrutural não devem ser subestimados e devem ser atacados como um todo”.

O próprio Federico Sturzenegger, presidente do Banco Central argentino, alertou várias vezes sobre os perigos de perder credibilidade em matéria inflacionária, que se intensifica com a mudança de metas anunciadas para este ano (de 12 para 15%). Este panorama é complicado tanto para o Banco Central quanto para toda a política econômica de Cambiemos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s