No país das vacas, a produção de leite cai e as exportações despencam

Enquanto o Uruguai, o Chile e o Brasil aumentam a produção de leite, na Argentina continua a queda, com apenas 9,89 bilhões de litros em 2017.

FONTE: Diario Registrado

Enquanto países da região, como Chile, Uruguai e Brasil, nessa ordem, lideram a lista dos países que no mundo aumentaram a produção de leite, na Argentina ocorre o oposto.

Especificamente, a produção argentina em 2017 foi de 9.89 bilhões de litros, seguindo a tendência do ano anterior – a primeira da “era Macri” – quando contraiu 12,5 por cento.

Embora a queda não tenha sido tão acentuada como no ano passado: apenas 0,5 por cento,  o setor está preocupado porque, após a brutal contração de 2016, a produção de leite nem sequer ameaça se recuperar.

Esta variável se complementa por uma queda acentuada nas exportações: 24,5 por cento, de acordo com o Observatório da Cadeia Láctea da Argentina (OCLA).

A queda acentuada nas exportações foi impulsionada principalmente pela baixa das remessas de leite em pó para o exterior, que cairam quase 32% no último ano.

Enquanto isso, o Chile e o Uruguai aumentaram sua produção de produtos lácteos em 7% e o Brasil em 4,3%, classificando-se entre os países que mais cresceram no mundo.

media-photo_5a9481b3a4d76178ffbdd563_640w

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s