Aos 90 anos, o repressor Luciano Menéndez morreu

O repressor e genocida da última ditadura cívico-militar, Luciano Benjamín Menéndez, morreu na terça feira de manhã aos 90 anos em um hospital em Córdoba, onde estava hospitalizado por uma doença cardíaca.

FONTE: El Destape

O genocida foi membro da Junta Militar que governou o país de 1976 a 1983 e recebeu um total de 13 penas de prisão perpétua por seus numerosos crimes contra a humanidade.

0000451566

Ele foi comandante do III Corpo do Exército com sede em Córdoba até 1979, onde realizou múltiplas ações repressivas, e comandou as forças armadas e de segurança em 10 províncias.

Além disso, foi governador de Córdoba por um dia. Já na democracia, manteve o vínculo com o atual ministro da Defesa, Oscar Aguad.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s