Greve geral: forte mensagem contra as políticas do governo

É a mais forte medida de protesto realizada contra o governo macrista. Os transportes estão totalmente paralisados e são realizados piquetes e cortes em diferentes pontos geográficos.

FONTE: Portal de Noricias

A partir da meia-noite começou a greve mais importante e contundente desde o início da administração de Mauricio Macri. Tanto a CGT – Confederação Geral do Trabalho- , CTAs – Centrais de trabalhadores de Argentina- quanto os movimentos sociais ratificaram sua adesão e as principais cidade de Buenos Aires e a província estão paralisadas. Também registra-se alta adesão no interior do país.

Não há transporte público nem voos nacionais ou internacionais por 24 horas. As escolas permanecem fechadas, assim como os bancos e postos de venda de combustíveis.

Muitas vozes se levantaram para contestar o ministro do interior Rogelio Frigerio, quem no domingo assegurou que “eles [os sindicalistas] não sabem por que param”. Os sindicalistas informaram que a greve é pela reabertura das negociações por aumento de salários, que claramente perderam para a inflação descontrolada e o aumento do dólar; também por causa do aumento do desemprego; pelo retorno ao FMI e pelo ‘tarifazo” dos serviços públicos (energia, gás, água, etc.).

constitucionparo-696x522

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s