Inflação acelera após a última disparada do dólar

Segundo a consultora Ecolatina, cresce a inflação e o cenário de volatilidade e risco de inadimplência durará até o final do ano.

FONTE: Portal de Noticias

A recente depreciação do peso argentino frente ao dólar americano acelerará a inflação e a perda de poder de compra se aprofundará, de acordo com o último relatório da consultora Ecolatina divulgado hoje.

“Como resultado da recente disparada do dólar, a inflação vai acelerar e a perda do poder de compra se aprofundará, mesmo em um cenário de reabertura da negociação salarial coletiva, agravando a recessão que assola a economia argentina desde 2018”, afirmou Ecolatina.

Também destacou que “além das questões eleitorais, a única coisa certa para os próximos meses é que eles continuarão agitados: pressões sobre a taxa de câmbio e risco país continuarão em destaque“.

O consultor explicou que “se anteriormente a Sondagem de Expectativas de Mercado do Banco Central projetava uma queda do PIB de 1,5% para este ano, podemos dizer que agora terá um piso de 2% após os movimentos recentes”.

«Da mesma forma, a inflação, que foi estimada para fechar o ano na faixa de 40%, não será menor do que no ano passado. Portanto, e como vem ocorrendo desde meados de 2018, as projeções de desempenho econômico voltaram a piorar ».

Segundo a análise, “na melhor das hipóteses, a taxa de câmbio recente pode ter sido efêmera, mas seus efeitos sobre as variáveis ​​nominais e reais da economia argentina serão permanentes”.

«Que a crise mantenha seu caráter transitório fará com que as consequências durem apenas alguns meses; caso contrário, poderia levar a uma crise de maior magnitude do que as que atingiram a economia argentina nos últimos anos”, afirmou.

Por outro lado, “após o aumento na taxa de câmbio, um dos grandes temores que voltou a pairar na economia argentina foi a possibilidade de um default  da dívida pública, em sua maioria formada em moeda estrangeira”. “Este cenário errático, volátil e tenso resultante de um risco de inadimplência latente será estendido, pelo menos, até que o próximo presidente eleito assuma. Infelizmente, a situação não melhorará significativamente após 10 de dezembro: o fantasma não se afastará rapidamente ”, concluiu Ecolatina.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s