Alberto criticou o modelo econômico de Macri pela destruição do valor da YPF

O candidato à presidência se referiu ao novo recorde negativo de Mauricio Macri, levando as ações da companhia nacional de petróleo aos valores mais baixos de sua história em Wall Street. “O modelo econômico da Macri gerou recessão, pobreza e destruição de valor em nossas empresas mais emblemáticas”, afirmou.

FONTE: Política argentina

Alberto Fernández criticou o modelo econômico de Mauricio Macri após uma nova terça-feira negra, desta vez em Wall Street. Os valores da companhia nacional de petróleo YPF atingiram os mais baixos de sua história. Cada papel da companhia estatal de petróleo acabou caindo para US$ 8,14.

É um fato escandaloso, porque nem nas piores crises internas e planetárias dos últimos 26 anos a YPF teve um desempenho tão ruim quanto o atual: as ações da petroleira não caíram nesses valores nem com o default de 2002, quando caíram para 8,17 dólares; nem em 2008, quando a crise mundial do subprime atingiu o país e os títulos da empresa estatal caíram para um mínimo de US$ 15,86; nem mesmo quando foi reestatizada por Cristina Fernández de Kirchner, uma decisão demonizada pelo macrismo, quando chegou aos US$ 9,21.

“A Bolsa de Buenos Aires não encontra piso. O modelo econômico de Macri gerou recessão, pobreza e destruição de valor em nossas empresas mais emblemáticas. A YPF nos valores mais baixos de sua história”, escreveu Alberto da Espanha acerca da notícia mais dura do dia, e de outras muito ruins em matéria econômico-financeira para o país.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s