Cristina Kirchner: “Precisamos de um novo pacto social”

Negou ser contra as multinacionais e prometeu pagar a dívida, sem fome ou ajuste. Também apontou as consequências do neoliberalismo.

FONTE: Página 12

Com sala cheia, o #SinceramenteTour teve sua data em Posadas, Misiones.

Na apresentação de seu livro Sinceramente, acompanhada pelo jornalista e escritor Marcelo Figueras, a ex-presidente Cristina Fernández de Kirchner comentou: “Toda vez que políticas neoliberais são aplicadas, o país acaba em crise. Nossa administração prova que pode haver um país diferente ”, No centro esportivo Ernesto “Finito” Ghermann, frente a um auditório de 3.500 espectadores e milhares de outros que acompanharam o evento de fora, como costuma acontecer toda vez que apresenta o livro, disse que a “tarefa de um governante não é fazer com que as pessoas sofram. É articular todos os seus esforços e suas políticas para impedir que as pessoas sofram. Foi o que fizemos em 2008”, em relação à crise econômica que eclodiu naquele ano após a queda do Lehman Brothers nos EUA. “Nos Estados Unidos, milhões de hipotecas foram executadas. Mas na Argentina, a crise, em nível micro, do povo, não foi sentida”, enfatizou.

Já em campanha para as eleições gerais de 27 de outubro, a ex-presidenta criticou a política econômica do governo de Mauricio Macri: “Você nunca viu nada parecido. Em três anos e meio, um único presidente nos endividou com o Fundo Monetário Internacional (FMI) por 57 bilhões de dólares, é isso que acho que devemos ver e rever ”, afirmou .

Como pode ser que em apenas três anos e meio estejamos assim novamente? Isso me angustia, porque foi muito esforço. Que imensa pena o que nos está acontecendo. Mas temos que trabalhar e não abaixar os braços, como sempre ”, comentou a candidata a vice da Frente de Todos.

Cristina Kirchner chegou sexta-feira à noite em um voo comercial da Aerolíneas Argentinas. Foi recebida entre canções e aplausos pelos trabalhadores da empresa. Ontem, aproveitou o dia para se reunir com os principais líderes missionários, como o governador eleito Oscar Herrera Ahuad e a deputada nacional Cristina Britez. Nesse distrito eleitoral, a diferença da Frente de Todos foi ainda maior que a nacional: 30 pontos distanciaram Fernández do presidente Mauricio Macri, de 56 a 26%. Por volta das 18 horas, chegou ao centro esportivo para a apresentação, enquanto milhares de seguidores se juntaram às telas para ver e ouvir suas palavras do lado de fora. Antes de subir ao palco, encontrou-se com o ex-presidente paraguaio Fernando Lugo.

Ex-presidentes Fernando Lugo e Cristina Fernández de Kirchner

“Esta ex-presidenta fez o contrato com a petrolífera Chevron, uma das maiores multinacionais, e eles [o governo] querem convencer quem está fora do país ou aqui dentro que nós somos contra as multinacionais? Chega de assustar e chega de mentiras”, disse em relação à campanha negativa que ainda tentam realizar alguns funcionários. “O que queremos é que esse recurso [o petróleo] que a Argentina tem, para desenvolver a indústria e o trabalho, seja [comercializado] com preços nacionais e depois sim exportar para o mundo inteiro”. Após quase uma hora de conversa, a ex-presidenta deixou uma mensagem esperançosa: “Isso exigirá de todos nós cidadãos, também falo dos setores econômicos e sociais, um grande esforço. Porque, como Alberto diz, é claro que vamos pagar nossa dívida. Mas não esperem [os credores] que façamos isso fazendo o povo argentino sofrer”. O auditório explodiu em uma ovação. Depois de assinar alguns exemplares de seu livro no palco, saiu e cumprimentou a multidão que estava esperando lá fora.

Milhares de pessoas acompanharam a apresentação do livro do lado de fora do centro esportivo.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s