Em campanha: o governo de Macri rompeu relações com a Venezuela

O ministro das Relações Exteriores Faurie confirmou que a Argentina só reconhece a enviada do autoproclamado “presidente interino” Juan Guaidó como embaixadora. “Representa todos os venezuelanos que residem em nosso país”, enfatizou o funcionário argentino.

FONTE: Política argentina

No meio da campanha, e a só 16 dias das eleições, o Presidente da Nação, Mauricio Macri, decidiu romper relações diplomáticas com o governo de Nicolás Maduro.

Dessa maneira, o chefe de Estado busca se diferenciar da política não intervencionista da Frente de Todos que postula Alberto Fernández para presidente e Cristina Kirchner para vice.

O ministro das Relações Exteriores da Argentina, Jorge Faurie, anunciou na sexta-feira que, a partir de agora, a Argentina só reconhece como embaixadora  plenipotenciária da Venezuela Elisa Trotta, enviada do autoproclamado “presidente interino”, Juan Guaidó.

Faurie enfatizou que ela “representa todos os venezuelanos que residem em nosso país”.

“É a mais alta autoridade da Venezuela na Argentina, que também poderá dar assistência em todas as questões consulares”, insistiu o funcionário argentino em um ato realizado no Ministério das Relações Exteriores.

Espera-se a resposta do governo de Nicolás Maduro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s