Ministro das Relações Exteriores Faurie descreve o golpe de estado, mas evita dizer a palavra

O ministro das Relações Exteriores da Argentina evitou falar sobre o golpe de estado na Bolívia, embora descrevesse perfeitamente a situação sediciosa da polícia e do exército.

FONTE: Diario Registrado

O ministro das Relações Exteriores da Argentina fala de instabilidade na Bolívia, de aquartelamento da polícia e de desrespeito à lei e a ordem pública e práticas destituintes da oposição, mas evita pronunciar a palavra golpe.

Chanceler argentino Jorge Faurie .

Faurie também evitou confirmar se o ministro do Interior boliviano está na embaixada da Argentina.

Até o jornalista ultraoficialista Majul explica ao chanceler que quando os militares pressionam um presidente, mesmo quando convocou eleições, seria um golpe clássico.

Não há cego pior do que aquele que não quer ver.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s