Alberto repudiou a isenção de responsabilidade criminal das forças armadas da Bolívia e pediu a intervenção da ONU

“Liberaram [os militares] para não responderem por seus crimes”, twittou o presidente eleito. Também criticou o silêncio de Macri e a atitude da OEA.

FONTE: Primereando las noticias

Alberto Fernández pediu neste sábado a intervenção da Organização das Nações Unidas (ONU) na Bolívia, onde o governo golpista deu carta branca às Forças Armadas e à Polícia para reprimir a população.

“O governo de ilegítimo que usurpou o poder na Bolívia liberou as Forças Armadas para agir sem ter que responder por seus crimes. O número de mortos cresce. O governo argentino está calado. A OEA endossa. @mbachelet e a ONU devem intervir. #BoliviaGolpeDeEstado ”, escreveu em suas redes sociais. Alberto Fernández anexou o decreto assinado pela presidente autoproclamada, Jeanine Áñez, que isenta os militares de qualquer tipo de responsabilidade criminal em meio à repressão aos protestos que abalam o país após o golpe de estado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s