Foi criada uma iniciativa jornalística para enfrentar o reacionarismo boliviano

A Agência Boliviana em Resistência (ABR) nasceu como uma ferramenta jornalística plurinacional para enfrentar, denunciar e combater o golpe de estado realizado contra o Presidente Evo Morales, através do governo dos Estados Unidos, da Polícia, das Forças Armadas e da oligarquia racista boliviana.

FONTE: conTexto

Por Santiago Masseti

Trata-se de uma iniciativa de um grupo de jornalistas e comunicadores e comunicadoras da Bolívia na clandestinidade, com a cooperação de colegas que trabalham na Argentina e em outras latitudes da América Latina.

Após o golpe, decidiram, de maneira desinteressada, colocar-se a serviço do povo boliviano, fornecendo um trabalho jornalístico que denuncia tanto as violações dos direitos humanos quanto à entrega da riqueza do país altiplânico-amazônico a empresas americanas e europeias.

A nova agência foi criada como um reflexo militante da ofensiva midiática do golpismo boliviano e como uma alternativa comunicacional que denuncia, analisa e narra o que acontece no país vizinho.

Devido à vertigem dos eventos, a ABR constrói no próprio movimento suas ferramentas e apoios tecnológicos, e tem a solidariedade ativa de outras mídias do campo popular, democrático e anti-imperialista, incluindo a Agência Jornalística de Buenos Aires (AgePeBa).

Da mesma forma, vídeos, fotos, textos e outros documentos também circulam através do Facebook, Instagram e Twitter (@AgenciaBoliviaR).

A ABR possui uma redação móvel e clandestina na Bolívia e outra em Buenos Aires. Até o momento, o grupo de profissionais que a integra fornece um serviço jornalístico respaldado pelas diferentes plataformas das redes sociais. Ambas as redações pensam, escrevem e editam um boletim informativo distribuído exclusivamente nas principais cidades bolivianas.

Inspirada nos ensinamentos do jornalismo militante de Rodolfo Walsh, a ABR tem como premissa: “O terror é baseado na incomunicação. Quebre o isolamento. Volte a sentir a satisfação moral de um ato de liberdade. Derrote o terror. Faça circular essa informação”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s