Herança Macri: a inflação em novembro ultrapassou 4% e a anual terminará acima de 50%

Como em toda a gestão do governo Macri, os dados de novembro publicados pelo INDEC foram negativos e revelam a fragilidade da economia que Alberto Fernández herdou.

FONTE: Política argentina

O estado da economia que Mauricio Macri deixou para o presidente da nação, Alberto Fernández, é muito delicado e isso foi novamente constatado pelos números oficiais da inflação de novembro.

O Instituto Nacional de Estatística e Censo (Indec) revelou que no último mês do ano o aumento de preços subiu para 4,3%. Dessa forma, até agora em 2019, o índice já alcançou 48,3%.

Isso significa que, mesmo faltando a medição de dezembro, a inflação já é mais alta que a do ano passado, que foi de 47,6%.

Na medição interanual, ou seja, nos últimos 12 meses (novembro a novembro), os dados são ainda piores e ultrapassaram 50%, mais exatamente, 52,1%. Em novembro, os maiores aumentos foram registrados em Saúde (+ 6,3%), Comunicação (+ 7,4%) e Alimentos e Bebidas Não Alcoólicas (+ 5,3%).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s