As 7 medidas do governo de Alberto Fernández para revitalizar a economia

O presidente Alberto Fernández anunciou sete medidas importantes para revitalizar a economia, incentivar o consumo e proteger os setores mais vulneráveis ​​que foram as principais vítimas das políticas de ajuste de Cambiemos. Aposentados, medicamentos, Auxílio Universal à Criança, Plano Automotivo e taxas: um por um, o que cada medida significa.

FONTE: El Destape

Bônus para aposentados

No discurso de posse, o presidente enfatizou que uma de suas prioridades é reparar o poder de compra dos argentinos. Para os aposentados anunciou um bono de 5.000 pesos [340 reais] para dezembro e janeiro.

Bônus de auxílio universal à criança

Na mesma linha, os beneficiários do AUH [Auxílio Universal por Filho] receberão um bônus de 2.000 pesos [130 reias]  nos meses de dezembro e janeiro.

Cartão de alimentação

A partir da terça feira 17, começará a funcionar uma das primeiras medidas do plano contra a fome: o Cartão Alimentar, que começará na cidade de Concordia, província de Entre Ríos, já que é a cidade onde há mais pobreza. Serão distribuídos 6500 cartões. O cartão será para toda mulher grávida de três meses ou com filhos até seis anos de idade. Receberão 4 mil pesos [265 reais] por mês se tiver um filho e 6 mil [400 reais], se tiver dois ou mais.

Preços mais baixos de medicamentos

Outra medida para os setores mais vulneráveis, foi anunciada pelo presidente  com seu ministro da Saúde, Ginés García González. Foi acordado com os laboratórios reduzir em 8% e congelar os preços dos medicamentos .

Taxa de congelamento

Para favorecer o setor produtivo e aliviar a carga de serviços, o presidente anunciou que as tarifas públicas serão congeladas até 30 de junho e deixarão de ser dolarizadas.

Moratória para as PME

Dada a destruição do mercado interno, Fernández disse que realizará uma moratória ampla para regularizar as dívidas que pequenas e médias empresas têm com o Estado. Esse plano de pagamento terá uma taxa de juros muito baixa e receberá seis meses para começar a pagar.

Plano Automotivo 2030

Outro anúncio para reativar a produção será o Plano Automotivo 2030, que visa declarar a indústria automotiva como um setor estratégico para a economia argentina e criar um Instituto de Mobilidade que projete programas que modernizem e sustentem essa atividade, que é fundamental para a economia argentina.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s