EUA anunciou recuo com as tarifas ao aço e alumínio argentinos

O ministro das Relações Exteriores Felipe Solá informou que o governo Donald Trump decidiu não incluir produtos argentinos desse setor siderúrgico na lista de produtos que deve pagar uma tarifa de até 25% para ser comercializada nos Estados Unidos.

FONTE: Política argentina

Felipe Solá, ministro das Relações Exteriores.

O ministro Felipe Solá anunciou que o governo dos Estados Unidos decidiu não incluir as importações de aço e alumínio da Argentina na lista de produtos que devem pagar uma tarifa de até 25% para entrar no país.

O chefe do ministério de Relações Exteriores e Culto disse, em diálogo com a Rádio 10, que a notificação da administração de Donald Trump foi realizada na última sexta-feira, com a publicação da “lista de países que seriam sancionados e [na qual] não está a Argentina”.

“A lista de países que seriam sancionados saiu e a Argentina não está lá. É uma excelente notícia que as coisas continuem como estão e as exportações argentinas não sejam sancionadas com 25% da tarifa de importação [americana]”, afirmou.

Como ele observou, “houve um ótimo trabalho da embaixada argentina nos EUA” e observou que o setor empresarial já está ciente dessa novidade.

Em 2 de dezembro, o presidente Donald Trump, através de uma mensagem em sua conta na rede social do Twitter, disse que os Estados Unidos restabeleceriam tarifas sobre importações de aço e alumínio da Argentina e do Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s