GM Argentina suspende 1500 trabalhadores pela queda da demanda do Brasil

A medida será válida até o final do ano e os trabalhadores receberão entre 60% e 70% de seus salários. “Antes que 600 trabalhadores fiquem na rua, preferimos esse acordo “, disseram desde o sindicato SMATA.

FONTE: Portal de noticias

Aproximadamente 1.500 trabalhadores da montadora General Motors enfrentarão suspensões rotativas até o final do ano e receberão entre 60% e 70% de seus salários, conforme acordado pela empresa com o sindicato SMATA, pela queda na produção devido à menor demanda do Brasil.

O Sindicato dos Mecânicos e Afins do Transporte Automotor (SMATA) afirmou que o acordo foi alcançado para evitar demissões na empresa. Marcelo Barros, da filial Rosario do SMATA, explicou que “Antes que 600 trabalhadores fiquem na rua, preferimos esse acordo”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s