Governo argentino adiou o pagamento a credores nacionais até 2021

Dessa forma, o Estado economizará 10 bilhões de dólares para enfrentar a pandemia de coronavírus.

FONTE: Primereando las noticias

Ministro da Economia, Martín Guzmán.

O governo argentino decidiu adiar até 2021 os pagamentos de cerca de até US$ 10 bilhões correspondentes à dívida emitida em dólares nos termos da legislação argentina. Dessa forma, terá recursos para enfrentar a pandemia de coronavírus e recuperar a economia.

O adiamento não alcança a totalidade da dívida, pois são feitas algumas exceções. Tais como as notas intransferíveis em dólares mantidas pelo Banco Central e os empréstimos cujos contratos foram feitos de acordo com a lei estrangeira.

A medida da carteira chefiada pelo Ministro da Economia, Martín Guzmán, refere-se apenas a títulos sob a lei local. Nesse sentido, os títulos sob a lei estrangeira – a Argentina ainda precisa pagar quase 3.3 bilhões de dólares – não se enquadram nessa medida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s