Fernández: “América Latina está destinada a ser uma região única e absolutamente integrada”

Na Cúpula dos Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados, Alberto Fernández enfatizou esta manhã a “necessidade de integrarmos uma única nação no nível regional” para enfrentar o desafio de “construir um mundo mais equilibrado”.

“Pensar o Mercosul significa entender que somos absolutamente obrigados a buscar um destino comum, porque os povos exigem que assim seja”, disse o presidente argentino, acrescentando: “A América Latina, por origem e por destino, está destinada a ser uma região única e absolutamente integrada”.

“Somos o continente mais desigual na distribuição de renda e temos que enfrentar esse desafio sabendo que estamos na maior crise mundial”, disse Fernández, acompanhado pelo ministro das Relações Exteriores Felipe Solá e pelo secretário de Assuntos Estratégicos, Gustavo Béliz.

“Estou aqui para que possamos nos unir e trabalhar mais juntos do que nunca”, disse o presidente e exortou seus colegas da região a ver “como assumimos o desafio de construir um mundo mais equilibrado; e antes, como começamos a acabar com a desigualdade que afeta a América Latina dia a dia”.

Depois, ele expressou: “Espero que em não muito tempo superemos essa pandemia, a superaremos com o mundo, não só, porque, como diz o Papa Francisco,”aqui ninguém se salva sozinho”.

A Cúpula, que pela primeira vez na história foi realizada virtualmente por videoconferência devido à pandemia de coronavírus, também contou com apresentações dos presidentes Mario Abdo Benítez, do Paraguai; Jair Bolsonaro, da República Federativa do Brasil, e Luis Lacalle Pou, da República Oriental do Uruguai.

Também participaram os mandatários dos estados associados, Jeanine Añez, do Estado Plurinacional da Bolívia; Sebastián Piñera, do Chile, e Iván Duque Márquez, da Colômbia.

Foram convidados especialmente para a ocasião, Josep Borrell, Alto Representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança e Vice-Presidente da Comissão Europeia, e o Presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Luis Alberto Moreno. Durante a reunião virtual, foi apresentado um relatório sobre a presidência Pro Tempore do Paraguai, que deixou esse cargo para ser ocupado pelo Uruguai por um novo período de seis meses.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s