Pesquisa mostra que Alberto Fernández mantém sua imagem em alta apesar da pandemia

A pesquisa também revela um elevado nível de aceitação da população da decisão presidencial de declarar a Internet, a telefonia móvel e fixa e a TV paga serviços públicos.

FONTE: El destape

Uma pesquisa realizada por Gustavo Córdoba revela que o presidente Alberto Fernández mantém uma aceitação de sua gestão perto de 60%, apesar do fato de que a Argentina aprofundou a crise econômica devido à pandemia do coronavírus.

Perguntados sobre as políticas da gestão de Fernández, 58,5% afirmaram que as aprovam, enquanto 40% manifestaram desaprovação. O estudo mostra a divisão que existe na Argentina.

O dado revelador da pesquisa é que 69% dos consultados concordam com a medida de declarar serviço público essencial a Internet, a telefonia celular e TV paga. O percentual surpreende se levarmos em conta as campanhas na mídia contra a medida liderada pelo Grupo Clarín, o principal prejudicado pela medida.

Aprovação semelhante se viu refletida na pesquisa realizada por Analía de Franco. No que se refere à decisão de declarar serviços públicos, 40,8% dos entrevistados “concordaram fortemente”, enquanto 31,1% “concordaram”, para um total de 71,9%.

Alberto Fernández sobre o decreto que declara serviços públicos a telefonia, TV paga e Internet: “Não estou em guerra com ninguém”

O presidente Alberto Fernández quebrou o silêncio no último domingo e se referiu aos efeitos do Decreto e aos grupos econômicos que concentram o mercado de telecomunicações: “Não estou em guerra com ninguém. Há quem não saiba que a guerra acabou e continuam atirando sozinhos. Algum dia receberão um jornal que informe bem e descobrirão que a guerra acabou”, disse.

Em declarações à Rádio 10, o presidente também considerou que a decisão “pode ​​afetar um pouco mais o Clarín porque está em todos esses negócios”, já que “fornece internet, TV a cabo, telefonia fixa e celular”. Nesse sentido, sublinhou que “há quem pense que esta medida é por causa de uma briga: eu estou defendendo os interesses dos argentinos. Na Noruega e na Finlândia, esses são serviços públicos”, sublinhou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s