A polícia de Buenos Aires continua seu protesto sedicioso na casa presidencial de Olivos, apesar da proposta de diálogo do Presidente

Depois de fazer o mesmo na madrugada de domingo em La Plata, capital da província de Buenos Aires, dezenas de policiais dirigiram-se à Residência presidencial de Olivos com viaturas, bandeiras, uniformes e armas regulamentares e circularam, fazendo soar as sirenes.

Os policiais rejeitam as propostas de diálogo feitas pelo governo nacional, e exigiram que o presidente saísse da residência para dialogar frente às câmeras de TV, o que não aconteceu.

Residência Presidencial de Olivos.

As viaturas ficaram estacionadas na Avenida Maipú e os policiais fizeram soar as sirenes para se manifestar. Anteriormente, a Polícia da província de Buenos Aires realizou um protesto semelhante em frente à casa do governador Axel Kicillof, na cidade de La Plata, na madrugada de terça-feira onde protestaram com sirenes e pneus queimados.

Pedem melhores condições de trabalho e um aumento de salário, que já foi definido pelo governador e será anunciado oficialmente amanhã.

Em apoio ao governador, membros do sindicato de empregados estatais -ATE- junto com militantes autoconvocados se manifestaram frente à casa de governo em La Plata ao meio-dia.

Casa de governo da Província de Buenos Aires, La Plata.

À tarde, vários sindicatos, agrupações políticas e coletivos sociais convocaram a se manifestar em apoio a Alberto Fernández na Residência Presidencial de Olivos, porém o presidente pediu que suspendessem os atos para se preservar da pandemia do coronavirus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s